por

Scrum: entenda como funciona essa metodologia ágil

Projetos de gestão orçamentária precisam apresentar soluções eficazes que tenham como resultado aumento na produtividade, lucratividade e eficiência. Um dos principais pontos a serem observados é a rapidez, que pode ser alcançada com o uso de metodologias ágeis, como o conhecido método Scrum.

Falaremos neste artigo sobre o tema, abordando suas características, funcionamento e benefícios para a sua empresa. O foco será na metodologia Scrum, que pode ser muito útil para a gestão de projetos de diferentes áreas e setores. Continue a leitura e acompanhe!

Metodologias ágeis: o que são e para que servem?

O principal objetivo das metodologias ágeis é promover a otimização do tempo na gestão orçamentária e administrativa de determinado projeto. No caso de grandes planejamentos, que podem durar um período longo de tempo e/ou envolver muitas pessoas, essas ferramentas são determinantes para a organização do processo.

A iniciativa foi criada por um grupo de profissionais experientes da área de software, que se reuniram para discutir possibilidades de alcançar melhor desempenho de seus projetos, por meio de práticas e teorias que já haviam funcionado anteriormente.

Desse encontro, surgiu o chamado Manifesto para o Desenvolvimento Ágil de Software, também conhecido como Movimento Ágil.

“Estamos descobrindo maneiras melhores de desenvolver software fazendo-o nós mesmos e ajudando outros a fazê-lo. Através desse trabalho, passamos a valorizar:

  • Indivíduos e interação entre eles mais que processos e ferramentas;
  • Software em funcionamento mais que documentação abrangente;
  • Colaboração com o cliente mais que negociação de contratos;
  • Responder a mudanças mais que seguir um plano.

Ou seja, mesmo havendo valor nos itens à direita, valorizamos mais os itens à esquerda”.

Nesse cenário, as metodologias ágeis defendem práticas capazes de obter feedbacks mais precisos, simplificação de etapas e identificação/correção de possíveis erros no decorrer do processo.

Scrum: como funciona?

Criada por Jeff Sutherland, o Scrum é uma metologia ágil que tem como principal objetivo abordar a gestão de projetos de maneira fracionada, ajustável de acordo com as diretrizes de cada momento e atenta a detalhes relevantes.

O processo é comparável ao momento de pouso de um avião, pois nessa situação não existe uma fórmula predefinida das ações, sendo necessário que o piloto use seu conhecimento e capacidade de análise para adaptar-se às circunstâncias que podem até mesmo ser desfavoráveis.

Trazendo para o contexto de uma empresa, significa que projetos importantes precisam ser constantemente acompanhados de perto com análises e ajustes, caso sejam identificadas necessidades diferentes das apresentadas inicialmente.

Na imagem abaixo fica fácil de entender esse funcionamento e na sequência vamos explicar cada um dos termos da figura.

Scrum

O time Scrum

Para que aconteça o acompanhamento de perto das ações desenvolvidas no projeto, o Scrum defende que os profissionais envolvidos sejam organizados em times menores, cada um responsável por determinado aspecto, ao contrário do que geralmente acontece em projetos tradicionais.

Na prática, significa que em vez de desenvolver apenas uma equipe composta por 20 profissionais, é recomendável fracioná-los em grupos menores, por exemplo de 3 pessoas, que conseguem olhar sua área com mais atenção e eficiência.

O time Scrum é um grupo multiprofissional, formado por todos os trabalhadores envolvidos no processo, que vão promover um gerenciamento próprio, identificando os pontos a serem melhorados e promovendo ajustes e mudanças sempre que necessário.

Eventos Scrum

O framework do Scrum é formado por eventos que servem para nortear toda a execução do planejamento. Entre esses importantes pontos estão:

  • sprint: corresponde aos ciclos envolvidos no projeto, que podem ser estabelecidos de acordo com o tempo que as tarefas precisam ser realizadas;
  • sprint planning meeting: são reuniões realizadas para definir as prioridades e as ações mais importantes a serem desenvolvidas em determinado período. São realizadas no início de cada ciclo, quando são decididos os objetivos principais do projeto;
  • daily scrum: reuniões diárias para acompanhamento do andamento do projeto. A principal ideia é que a equipe estipule as atividades principais que devem ser desenvolvidas, assim como discuta as melhores atitudes diante do estágio em que o projeto se encontra;
  • sprint backlog: são tarefas determinadas para ciclos ou sprints específicos;
  • sprint review meeting: reunião que acontece ao final de cada ciclo, que fornece informações sobre o período, que serão usadas como base para a próxima etapa do processo.

Artefatos do Scrum

Na implantação do Scrum existem documentos fundamentais que precisam ser desenvolvidos para garantir o sucesso do processo. Entre ele destacam-se:

  • backlog: corresponde a listas da aplicação que auxiliam no entendimento e desenvolvimento do projeto. É dividido em product backlog (lista de tudo o que precisa ser desenvolvido no projeto) e sprint backlog (conjunto feito a partir do product backlog, que contém todas as tarefas que precisam ser desenvolvidas);
  • estórias: descritivo resumido das funcionalidades desenvolvidas;
  • burndown: gráfico que analisa as ações que precisam ser realizadas em determinado dia e horário.

Definição de pronto

A definição de pronto tem como principal objetivo possibilitar que o time do Scrum realize a checagem da eficiência do que está sendo entregue. A ideia é analisar se o trabalho está realmente pronto para entrega, de acordo com as exigências e diretrizes traçadas inicialmente.

Esse momento é importante, pois nele acontece a comprovação da eficiência do trabalho de todo o time ao longo de cada etapa. Também é oportuno nessa ocasião realizar os alinhamentos necessários para os próximos projetos.

Por que usar a metodologia Scrum em minha empresa?

A implantação da metodologia Scrum pode trazer inúmeros benefícios para uma empresa.

Entre os principais pontos estão: precisão nos processos de gerenciamento; otimização de tempo; aumento da produtividade; aumento e manutenção do padrão de qualidade; envolvimento e motivação da equipe; e, principalmente, possibilidade muito maior de correções pontuais que poderiam comprometer significativamente o resultado final.

Se o objetivo é o aumento da lucratividade, o Scrum também se mostra bastante eficaz, uma vez que, com o aumento da produtividade e a diminuição de falhas, a tendência é que isso também reflita nos lucros obtidos.

Neste artigo falamos sobre as metodologias ágeis e focamos no Scrum. Esse método pode ser um fator determinante para o aumento dos negócios e aperfeiçoamento de processos e métodos.

Agora queremos saber o que você achou. Deixe seu comentário, dúvida e/ou sugestão, será um prazer saber sua opinião.

Artigos Relacionados


Also published on Medium.